PRÊMIO CLAUDIO SETO

Fotos: Flávio Rocha

 

A imensa participação de artistas nacionais na Bienal de Quadrinhos de Curitiba foi coroada em 2014, com a criação do prêmio Claudio Seto, em homenagem ao ilustrador e artista plástico pioneiro na produção de mangás no Brasil.

Os contemplados de cada edição são homenageados com o Troféu Maria Erótica, famosa personagem de Claudio Seto da época da saudosa editora Grafipar, magistralmente modelada pelo escultor curitibano Thiago Provin. Também são realizadas exposições, palestras e debates sobre a vida e a obra dos homenageados.

Desde a criação do prêmio já foram homenageados:

2014


SOLDA

Luiz Antônio Solda, cartunista paulista, nascido em Itararé. Fez de sua casa a cidade de Curitiba, onde despontou com um dos maiores craques do cartoon brasileiro. Sua história inclui passagens pelos principais jornais do Paraná, colaborações em veículos como Pasquim e Bundas e prêmios em vários salões pelo País

2016

BENÍCIO

José Luiz Benício da Fonseca, nome artístico Benício é um ilustrador e desenhista brasileiro.

Em uma carreira de mais de 50 anos criou milhares de capas de livretos de bolso, mais de 300 cartazes do cinema nacional e centenas de capas de disco, anúncios de publicidade e ilustrações de livros. Entre seus trabalhos mais famosos, destacam-se o cartaz do filme Dona Flor e Seus Dois Maridos e as capas das histórias de Giselle, a espiã nua que abalou Paris.

2018

KEY IMAGUIRE JUNIOR

Key Imaguire Junior, arquiteto onipresente em Curitiba, doutor em história pela Universidade Federal do Paraná, onde lecionou por 35 anos. Key é um agitador cultural convicto, dono de um precioso acervo de quadrinhos e um dos idealizadores da Gibiteca de Curitiba, a primeira do Brasil.

JULIO SHIMAMOTO

Julio Shimamoto é uma lenda dos quadrinhos brasileiros. Com mais de cinco décadas de atuação, conquistou os principais prêmios da área – como HQMix, Ângelo Agostini e FIQ. Sua obra, caracterizada por constante experimentação gráfica, transita pelos mais diversos gêneros, do terror ao erótico. CIDADE DE SANGUE, livro lançado em 2018, foi inteiramente desenhado com ferro de solda sobre papel térmico.

Julio Shimamoto foi um homenageado surpresa da terceira edição do prêmio Claudio Seto.

Acesse a galeria.