Bienal de Quadrinhos de Curitiba tem onze indicações ao Troféu HQMIX

Queremos dividir contigo uma ótima notícia: a Bienal de Quadrinhos de Curitiba, em sua edição de 2018, teve onze indicações ao 31º Troféu HQMIX, o “Oscar das HQS”. Na categoria “Eventos”, foram três nomeações: o Prêmio Cláudio Seto, o Duelo HQ e a própria Bienal de Quadrinhos. Na categoria “Exposição”, oito de dez indicações são da Bienal: “Castanha do Pará”, de Gidalti Jr., “Cidade Nanquim”, de Eloar Guazzelli, “Cumbe-Angola Janga”, de Marcelo D’Salete, “Música para Antropomorphos”, de Fabio Zimbres, “Fachadas”, de Rafael Sica, “Sonhar Curitiba” (exposição coletiva), “Cidade de Sangue – Quadrinhos a Ferro e Fogo” (Julio Shimamoto) e “Olhar a Cidade” (Eloar Guazzelli, Luli Penna, Marcelo Quintanilha e Guilherme Caldas).

Para a 31ª edição do HQMIX, foram mais de 1.200 inscrições para os 35 itens de premiação do mais tradicional troféu de quadrinhos do Brasil. O julgamento começou há quatro meses para os jurados da imprensa, que analisaram e indicaram os 10 finalistas de cada uma das 28 categorias.

Agora, os indicados seguem para votação nacional para os mais de 2 mil profissionais que trabalham com quadrinhos por todo o Brasil. A entrega do Troféu acontecerá na Comedoria do SESC Pompeia, em São Paulo, no próximo dia 15 de setembro às 17h, com apresentação do padrinho do evento Serginho Groisman.

Nós ficamos muito, mas muito felizes com as indicações. E tem mais: a Bienal 2020 está chegando. Em breve, o anúncio do tema da edição para você já ir aquecendo o coração e afinando a pena por aí. Nos vemos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 4 =